Embassytown – China Mieville -(Portugues)- indicado Hugo Awards 2012

Gostaria muito que China Mieville lesse este post, porque Embassytown foi um dos melhores livos que li nos últimos anos e na minha opinião era o verdadeiro merecedor do Hugo Awards 2012.

O livro prendeu fortemente minha atenção, provocou minha curiosidade, tudo no livro é tão estranho, diferente, surpreendente!

Primeiro recomendo dar uma olhada no link abaixo (em ingles) que mostra o processo de construção da capa acima:
http://vincentchongart.wordpress.com/2011/05/24/embassytown-finished-cover-design/

Agora sugiro que voce faça uma busca no Google Images com a palavra Ariekene e veja quantas ilustrações como a abaixo aparecem:

Ariekene / Host – EMBASSYTOWN by China Mieville by mystery monotreme on Flickr

A nova raça, criada por Mieville é tão inusitada e criativa que instiga a mão de um desenhista a representá-la.

Resumo:

Embassytown conta a história de Avice Benner Cho uma mulher em um planeta chamado Arieka. Este planeta é distante de tudo, qualquer comunicação com o mundo exterior demora longos períodos de tempo. Com isso é muito incomum que um morador deste planeta saia de lá. Arieka é uma colonia de um planeta chamado Bremmem.

A localização deste planeta pode ser dada como no extremo do “Manchmal” palavra que pode ter vindo do alemão, e que em portugues significa “as vezes”.

E para chegar lá voce precisa navegar pelo “Immer” palavra também do alemão que em portugues significa “sempre”

Este planeta é originalmente habitado por uma estranha raça chamada Arikei, mais conhecidos como Hosts. Estes tem uma interessantíssima peculiaridade: sua língua só pode ser falada por duas bocas simultaneamente.

No início da chegada dos humanos ao planeta se comunicar com os Hosts foi extremamente dificil, quando tentavam usar sintetizadores de voz para imitar os sons dos Hosts eles sequer ouviam o som, era como se nada houvesse acontecido, por mais perfeito que reprodução parecesse. Então, humanos treinaram para poder reproduzir o som dos Arikei. Desta vez, com dois humanos falando ao mesmo tempo os Arikei conseguiram reconhecer a tentativa de dizer alguma coisa, contudo sem entender o que.

Um detalhe muito importante sobre a língua dos Hosts: eles não podem mentir, nem usar metáforas. Tudo oq eles dizem tem que corresponder plenamente a realidade. Na tentativa de superar esta incapacidade os Hosts tinham um esporte jogado no Festival de Mentiras: evento organizado em conjunto com os Embaixadores humanos, onde Arikeis tentam mentir, alguns deles conseguem com muito esforço.

Para que pudessem se comunicar efetivamente com os Arikei, foi necessário criar humanos identicos geneticamente e ligados por equipamentos eletronicos treinados desde pequenos apenas para se comunicar com os Hosts, a estes humanos chamam de Embaixadores (Ambassadors).

Os embaixadores eram treinados desde crianças em Embassytown, viviam para isso e eram os únicos capazes de falar com os Hosts.

Os Arikeis possuem uma tecnologia biológica muito interessante: é como se todos os gadgets por eles produzidos estivessem vivos, desde suas armas até aquecedores e respiradores.

Todo o problema do livro começa no dia que Bremmem, planeta do qual Embassytown é colonia decide criar seu próprio par de Embaixadores. Toda a realidade que descrevi até agora vira de ponta cabeça.

Personagens:

Avice Benner Cho:

nasceu em Embassytown, quando ainda era jovem teve contato próximo com um Host, e talvez por isso foi escolhida para ser um Simile. Teve a oportunidade de viajar para fora de Embassytown e se tornar uma navegadora do Immer.

Scile:

Marido de Avice, ele a conheceu durante as viagens de Avice no espaço. É um estudante fascinado em linguas e estava muito interessado na lingua dos Hosts, já que ninguem havia decifrado a totalidade de seus mistérios. Embora o livro não seja claro, acredito que ele se aproximou de Avice apenas por esse motivo.

CalVin: é um dos embaixadores de Embassytown, tem um caso com Avice

MagDa: é um dos embaixadores de Embassytown, líder dos Embaixadores;

EzRa: novo embaixador vindo de Bremmem, posteriormente será chamado de God Drug (Deus Droga)

Bren: antigo BrenDan, ele é um ex embaixador cujo par morreu. Ao contrário de outros que acabavam loucos ou morriam na ausencia de seu par, Bren continuou morando em Embassytown e se tornou conselheiro e amigo de Avice.

Ehrsul: robo e melhor amigo de Avice;

Wyatt: representante de Bremmem em Embassytown;

SurlTesh/echer (Beehive): é um Host, era o melhor mentiroso de sua raça e por isso é assassinado por Hasser;

Hasser: é um Simile como Avice. Em determinado momento torna-se um fundamentalista religioso e assassina Beehive durante um Festival de Mentiras;

Spanish Dancer: Host discípulo das idéias de  Beehive, ele continua o desenvolvimento o uso dos similes e vai ter grande participação na luta de Embassytown pela sobrevivencia.

YlSib (antigo Sib/Yl) : ex embaixador, que optou por viver na cidade dos Hosts;

Extras

I know some people think it is the role of SF to be prophetic: I don’t. I think the role of science fiction is not at all to prophecy. I think it is to tell interesting, vivid, strange stories that at their best are dreamlike intense versions and visions of today

China Mieville

Entrevista sobre Embassytown (em ingles)

Um video falando sobre o livro (em ingles)

Sobre a nomeacao para o Hugo Awards

Mais uma entrevista em ingles sobre o livro

Minha Opiniao:

De 0 a 10 minha nota e 9!

Eu adorei o livro. Ele me lembrou da epoca que eu emprestava Isaac Asimov na biblioteca e lia sem perder um minuto.

Indiscutivelmente e um livro complexo, principalmente para quem nao e falante nativo do ingles. Mieville usa uma serie de neologismos que me faziam ficar louco em dicionarios tentando entender, ate descobrir que simplesmente foram palavras inventadas por ele…

O conceito da lingua falada pelas duas bocas e que apenas pode representar a verdade, o real, e algo incrivelmente original.

Muitos dos reviews se queixam que os personagens nao sao profundos, talvez porque o foco do livro e na linguagem e em seu poder, ainda assim, nao senti nenhuma superficialidade que incomodasse.

Enfim, recomendo muitissimo a leitura deste livro a amantes da ficcao cientifica, mas para ler com calma sabendo que o livro e dificil, nao vao se arrepender.

Reviews:

The guardian:

http://www.guardian.co.uk/books/2011/may/08/embassytown-china-mieville-review

It’s a risky novel and it is not always successful. But those risks are important and should be encouraged, because even when failing, they lead to future promises of success. Edward Rathke

http://www.goodreads.com/review/show/185274919

http://342isalie.blogspot.com.br/2012/07/embassytown-by-china-mieville.html

http://www.bradlinder.net/2012/07/embassytown-book-review.html

http://nikolajeva.blogspot.com.br/2012/07/book-of-week-embassytown.html

http://www.txwatson.com/2012/07/06/review-embassytown-by-china-mieville/

About the book and the author:

http://contentedreader.com/2012/07/10/embassytown/

Curto review mas muito claro, inclui um ranking pessoal do autor para o Hugo 2012:

http://ranneko.blogspot.com.br/2012/07/hugo-month-embassytown.html

Review bastante negativo sobre o livro:

http://www.patrickemclean.com/2012/07/a-review-of-china-mievilles-embassytown/

Um review mais filosofico 🙂

http://www.goodreads.com/review/show/372696359

http://dictionaryofperil.wordpress.com/2012/07/29/not-a-definition-of-peril-embassytown-some-thoughts/

http://lareviewofbooks.org/article.php?id=107

Outro review:

http://randomalex.net/2012/07/24/embassytown-a-meandering-not-review/

Like those artsy foreign films that win Academy Awards, Embassytown is for a small, more sophisticated audience. As a narrative, it is painfully slow, has unsympathetic characters, and is not particularly good at creating suspense. It is like the difference between a British film and an American film (that’s a simile). (eu discordo)

http://jacobfoxx.com/2012/09/24/book-review-embassytown-by-china-mieville/

 

I wanted to take a stab at a well known, mind-bending science fiction thriller

http://wherepenmeetspaper.com/book-review-embassytown/

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s